Taj Mahal: Uma história de amor

Olá, Meninas!

Por trás de uma arquitetura magnífica existe uma história de amor que motivou a construção do maior mausoléu indiano considerado uma das novas 7 Maravilhas do mundo e classificado pela UNESCO como patrimônio da humanidade.

Taj mahal

O imperador mongol Sha Jahan era apenas um adolescente, quando ele caiu de amores pela beleza de Mumtaz Mahal, ao vê-la num mercado. Diz a lenda, que ela era tão linda que parecia uma imagem saída de uma miniatura persa. Depois de algum tempo, casaram-se e ela se transformou em imperatriz e em sua conselheira e era venerada pelo povo, pois tinha especial carinho pelos pobres. Também era muito amada pelos poetas e artistas, em geral.

royal-couples-shah-jahan-and-mumtaz-mahal

Após 19 anos de casamento, ao dar a luz ao seu décimo e quarto filho, a imperatriz veio a falecer no parto, causando tristeza profunda e depressão ao Imperador, diz a história que não houve música e nem festas por dois anos, pois o palácio ainda chorava sua perda.

Taj mahal aerea

Quase que como pressentindo a morte, Mumtaz pediu ao imperador que construísse um “Monumento à Felicidade compartilhada” e após o período de forte luto, Sha Jahan que já era apreciador das artes, compreendeu que os monumentos poderiam sobreviver à fugacidade do tempo e a fragilidade da vida humana, dando Início a construção do imenso mausoléu que demorou cerca de 22 anos para ficar pronto. Após sua morte, Sha Jahan foi sepultado ao lado de sua esposa.

tomb-of-mumtaz-mahal-and-shah-jahan

Bjs 😉

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *